sábado, 12 de maio de 2012

PERU: Curtindo Cusco


Dia 28-abr-2012, chegamos em Cusco já discutindo se a cidade se escreve com “S” ou “Z”, no final das contas constatamos que se escreve com “S”, em inglês é que se escreve com “Z”. Agora parece meio óbvio, mas na hora gerou uma discussão sinistra.




CUSCO se localiza no sudeste do Vale Sagrado dos Incas, na região dos Andes, com uma população de aproximadamente 300 mil habitantes. Está a 3.400 metros de altitude, muito mais alto que Huayna Picchu (ponto mais alto de Machu Picchu).

DSC_0347
“Prefeitura de Cusco”: Sim, a bandeira de Cusco parece com a bandeira gls.

Éramos para ter pego o transfer do hostel, mas ficamos a ver navios. Fechamos um “táxi” para 5 pessoas a 40 soles. Deixamos as malas no hostel MALLQUI, onde já estava hospedada a Fran e esperamos pela última integrante da trupi, a Natasha. Pagamos US$ 15 por diária cada um, para quartos duplos, com café-da-manhã incluso.

IMG_2564
Plaza de Las Armas

Depois de sobe e desce de malas, estávamos exaustos. Subir apenas poucos degraus parecia uma maratona por causa da altitude. O segredo é sempre fazer tudo bem devagar e evitar de fazer esforço. Muitos turistas passam mal devido a altitude, por isso é bom se prevenir e tomar muito chá de coca, o nosso hostel oferecia gratuitamente. Para quem não gosta de chá, existem remédios específicos para isso.

IMG_2241

Com fome de 20 somalianos partimos pro restaurante CHICHA e aproveitamos para conhecer um pouco mais a cidade. (fotos)

DSC_0349DSC_0350DSC_0351DSC_0352

O restaurante possui vários pratos típicos, o que mais gostei foi a carne de alpaca e de porquinho-da-índia. Delícia!! Por um preço justo (quase barato) você come bem num ambiente bem agradável.




Sem nem tempo de fazer a digestão nos reunimos na Plaza de Las Armas para ingressar no tradicional tour Tranvia de Cusco, pela bagatela de 20 soles. O tour é feito numa espécie bondinho histórico, mas seja ágil com a máquina de fotografar porque ele não anda devagar!!

DSC_0357

Uma das mais importantes paradas do tour é o Cristo Blanco, um réplica albina do nosso Cristo Redentor, dada de presente aos peruanos pela colônia palestina em 1944.

DSC_0395
Cristo Blanco

Do Cristo Blanco é possível ver a cidade Cusco quase na sua totalidade, não chega aos pés da cidade do Rio de Janeiro, mas também é um lindo visual.

IMG_2594
Viva El Peru Glorioso

No final do passeio paramos num bondinho que serve de mini-museu e do outro lado uma lojinha de produtos naturais. Compramos várias balas de coca, folhas de coca e banana seca (uma espécie de batata Ruffles de banana). FOTOS do Tour.




E no final do dia (como legítimos cariocas, não podíamos deixar passar em branco!) partimos para o centro em busca de uma night peruana. Mas acabamos num “pub” com música ao vivo, EL DUENDE.

Bebemos vários PISCO SOUR, uma bebida muito parecida com a nossa caipirinha e disputada a sua origem pelos chilenos e peruanos. No final da noite éramos apenas alguns loucos pagando vários micos em terras estrangeiras.

IMG_2611
El Duende Lounge Bar

A foto acima retrata como começou a noite, para saber como terminou clique AQUI. Nem preciso dizer que a ressaca do dia seguinte foi cruel, né?!




Um comentário:

  1. Olá, estou adorando o Blog, me ajudou bastante.Vou Fazer quase o mesmo percurso, mas saindo de SP-Lima -Cusco-Machu Picchu- Cusco-Lima-SP.
    Vc tem alguma dica bacana de onde comer... o que comer...alguns lugares bacanas, q não couberam nos posts?
    Tem alguma dica?
    Obrigada.

    ResponderExcluir