quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Angola no Guinness Book


Para quem leu a matéria de ontem no G1, site da Rede Globo, viu a façanha que um angolano de 20 anos conseguiu. Ele foi considerado o homem com a maior boca do mundo!

O dia que mostrarem a mulher com a maior boca do mundo, essa farei questão de conhecer… hehehehehe #PiadinhaInfameAGentePorAqui.

image

Deem (sem acento mesmo!) uma olhada na matéria!

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Windeck


Se eu contar ninguém acredita, por isso preciso provar. Tem um ‘cantor’ de kuduro que tá fazendo o maior sucesso aqui em Angola com a ‘música’ Windeck. A música por si só já é horrível engraçada, mas quando eu vi o clipe… broder, para tudo! Tá tudo errado!

Eu achei que o cara era um funkeiro marrento, mas na verdade ele parece a Lacraia!!! Dá uma olhada no clipe… risadas garantidas.




Esse aí pode ir pro Brasil que vai fazer o maior sucesso! hahaha

Ps: A ideia do post foi de um colega aqui do trabalho, o Gustavo... apelidado de Meninão (que gay!)

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Sabores do Mussulo


Acabei de chegar da pior experiência em um restaurante de toda história da vida humana na biosfera terrestre! Minha indignação é tamanha que não iria conseguir dormir sem antes postar.

O restaurante Sabores do Mussulo, localizado dentro do HCTA, no Talatona (bairro nobre de Luanda) apesar de ser todo pomposo tem um atendimento de um boteco de quinta categoria. E olha que o HCTA é um hotel 5 estrelas!

hcta2

Os tabuleiros com a comida japonesa (muito gostosa por sinal) demoram milênios para chegar à mesa. Sem falar que o cardápio se resume a meia dúzia de opções. Às 22:30h. a comida do restaurante ACABOU. É isso mesmo que vocês leram. ACABOU! Numa mesa de 14 pessoas deu tempo de servir apenas 4 tabuleiros com duas dezenas de pouca variedade.

hcta1 hcta3

E adivinha quanto custa o serviço? 85 DOLARES!! Sem bebida inclusa, claro!

Tentei argumentar com o maître, um português sem cabelo que se assemelha muito ao Lex Luthor (Superman), e a explicação dele é que o restaurante não estava preparado para tanta gente. Metade das mesas do restaurantes estavam vazias e para jantar lá é preciso RESERVAR.

Esse post tem o intuito de ALERTAR o estabelecimento, sempre podemos melhor!

terça-feira, 12 de outubro de 2010

This is Angola!


Caros leitores, não me interpretem mal. Mas eu só exponho os fatos! Hoje eu levei 3 (eu disse TRÊS HORAS) para chegar ao trabalho porque o digníssimo presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, ia passar pela cidade. Toda vez que o presidente e sua comitiva tem que andar de carro pela cidade eles fecham as ruas horas antes e só liberam bem depois. É um absurdo!

trangola

Me pergunto porque ele não anda de helicóptero? Dinheiro ele tem de sobra! A Angola é o segundo país mais corrupto do mundo! Pois é Brasil, pasmem! Não tem o intuito de fazer um protesto, mas de descrever fatos reais.

bombeiros_angola

Outro dia o apartamento de um casal de amigos de uma colega de trabalho pegou fogo. Depois de algumas horas o corpo de bombeiros chegou (com bonés ao invés de capacete)… e adivinha? Não tinha água no caminhão para apagar o fogo!! Eles tentavam ligar para a sede do corpo de bombeiros e ninguém atendia. Depois de muito tempo alguém atendeu… nem lembro como terminou a história… mas acho que isso já nem conta mais, né?

This is Angola!

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Viva Angola!

Hoje recebi o comentário abaixo da Euridice Fortunato em um dos meus posts.

“os seus posts são muito cruéis, falas da nossa realidade como se a realidade brasileira fosse um mar de rosa, as mil maravilhas.....gosto do seu blog, mas acho que precisas te policiar um pouco para não chegar ao ponto de fazer as pessoas pensarem que Angola eh soh lixo e pobreza....”

bandango

Quero deixar claro que apesar de ficar indignado com alguns costumes e políticas locais, respeito a cultura angolana. E tenho plena consciência das ‘falhas’ de meu país. Há dois dias estava dialogando com meu professor de inglês que é um angolano-nato e apaixonado por seu país. Creio que o mesmo partilhava de sua opinião sobre mim. Depois de 40 minutos de aula o fiz mudar de ideia.

Imagem do mapa


Comentei que a violência em Luanda é infinitamente menor do que a do Rio de Janeiro, a cidade mais famosa do Brasil. Que nós temos uma história similar, ambos fomos colonizados por Portugal. Ambos países são apaixonados pela música e dança. Ambos temos pobreza, um sistema precário de educação e uma má administração pública e mesmo assim não deixamos de acreditar e ter esperança em nossos países.

A velocidade que a Angola vem se reerguendo é muito maior que a do Brasil quando declarou sua independência. Hoje Angola conta com um sistema bancário, restaurantes de boa qualidade, vários hotéis, boates espetaculares entre outros serviços considerados essenciais para o lazer e comodidade. Mesmo que estes serviços sejam oferecidos em pequena quantidade. Além disso Angola possui lindas praias e muitos lugares que valem a pena ser explorados dentro das províncias.

ang

A Angola é uma terra de oportunidades para aqueles que souberem aproveitar. Deixo aqui minha admiração não somente pelo país, mas pelo povo sofrido que apesar das dificuldades mostram sempre um largo sorriso no rosto.

Obs: Já fiz até uma homenagem às zungueiras.

Obs²: Eu e a Euridice nós tornamos amigos no facebook:


ola, meu nome eh Euridice, sou angolana e tenho visitado o teu blog, postei um comentario um tanto quanto critico hoje, mas nao consegui me identificar, por isso escolhi a opcao anonimo. procurei teu nome no google e apreceu o endereco do teu facebook... bom, gostaria de te conhecer pessoalmente, acho as tuas experiencias super interessantes, alem disso lembras-me muito alguns amigos meus... se estiveres interessado em fazer uma nova amiga,responda minha mensagem ya.

Abraco,
Euridice

P.S. ADOREI O VIDEO DO PORTEIRO!!!! morri de rir.....

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Sexo oral angolano

Acho que não preciso dizer nada, né? O vídeo fala por si só.


E você, sabe o q é sexo oral?

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Vídeo da Viagem à Argentina

Galera, o Frango fez um vídeo muito irado da viagem pra Argentina. Ficou show mesmo!


Fui...

Visita ao médico em Angola


Sexta-feira! O dia mais esperado da semana. Acordei com um humor de musical da Brodway (uma felicidade que vem do nada!!). Nem imaginava o que estava por vir.

Ao chegar no trabalho reparei que estava com um coceira estranha entre a mão direita e a mão esquerda (passando pelos braços, peitoral e costas). Reparei também que essa região estava toda avermelhada e com pontas vermelhas. Lembrei-me logo da conversa na horário do almoço que tive com a minha broder Allessandra.

Mini-flashback:
A Allessandra, vulgo Allê, contou que uma consultora que já foi embora faz tempo teve algumas manchas pelo corpo que a fazia se coçar que nem um chimpanzee. Foi ao médico que receitou cortizona e nada dela melhorar. Quando voltou ao Brasil descobriram que era uma alergia cavalar e que o remédio que ela estava tomando só piorava. A mulher ficou com manchas pelo corpo todo que até hoje não sumiram.

Tratei logo de ligar para o plano de saúde e agendar uma visita ao médico. Depois de muito tentar… consegui. Agendei a consulta na mais nova e equipada clínica de Luanda, a Clínica Girassol

Obs: Encontre outras dicas úteis sobre Angola aqui.

Lá estava me esperando o Sr. Carlos, representante do plano de saúde. Um simpático senhor do tamanho de uma girafa trajando um terno que caberia o Senhor Barriga (Programa Chaves – vide fig. 1) e com um bigode de dar inveja ao Leôncio (Desenho Pica-Pau – vide fig. 2).

barriga leoncio
Obs: Figura 1 e Figura 2, nesta ordem.

Fui atendido prontamente pela triagem do hospital com a ajuda do Sr. Carlos. Depois passei pelos recepcionistas para fazer o cadastro. Ele cometeu um erro grotesco que eu e o Sr. Carlos perceberíamos somente na hora de ir embora. A anta leu no meu passaporte Helio Carlos Candeias Rabello e escreveu no sistema ‘Helio Luiano Carlos Xavier’. Blue o quê?

No corredor de espera para ser atendido pela “médica” se escutava uns gritos e choros intermináveis e desesperadores. Eram de uma criança.

Depois de esperar um tempo considerável fui atendido por uma jovem médica com um buço maior que meu bigode, cabelos alisados por uma máquina de alinhar asfalto e com ares de ser simpática (aquele tipo de pessoa que te dá uma patada sorrindo).

Depois de explicar me pediu para tirar a camisa, mas com um sorriso de lado e expressão de envergonhada. Deu uma olhada e fez uma série de perguntas repetidas de formas diferentes. Saiu da sala e voltou com mais duas médicas. Me pediram para tirar a camisa de novo, novamente o sorrisinho de canto de boca e os olhares envergonhados, dessa vez, entreolhando umas para as outras.

Tirei a camisa como se o meu corpo fosse o mais sarado do mundo. Murchei a barriga e enrigeci o meu corpo como se estivesse segurando um peido. Abri um sorriso de dar inveja ao Gianechini e perguntei o que “o que eu tenho?”.

A mulher deu uma explicação que não explicou nada e me encaminhou para tirar sangue e tomar hidrocortizona na veia. Tirei o sangue tranquilamente. Mas na hora de tomar a hidrocortizona na veia, me caguei todo. O enfermeiro que foi me aplicar era um jovem com uma expressão de idiota e jeito de quem nem sabia o que estava fazendo ali. Não deu outra. O FDP errou por uns segundos a minha veia e aplicou o remédio. Pedi para ele parar imediatamente. Sai com o braço dolorido e fui perguntar a médica quais as reações que poderia ter pela falha da anta do enfermeiro. A vaca da médica me olhou com um ar de desprezo dizendo que não foi nada demais e que já já passa.

Sai da sala dela puto, pensei alto “como pode alguém colocar tanta gente amadora para ser médica”. Pra quê? O Lêoncio Sr. Carlos comentou em voz baixa quase olhando para o outro lado “Essa é a sua opinião”. PQP... ainda tomei um fora do cara! É mole?

Minutos antes de eu ir embora, ao aguardar o laudo da médica, uma paciente que estava no corredor chegou perto de mim e me perguntou:

- Qual a sua idade?
- 27.
- Nossa! Vc já é um rapazinho, não pode ficar gritando com medo de injeção!
- Como assim senhora? Eu não gritei.
- Não era você que estava gritando mais cedo?
- Não! Era uma criança.
- Poxa, a voz é igual a sua.

Pensei comigo “velha piranha dos infernos!”. Mas guardei todo meu ódio por aquela senhora e sorri.

No final deu tudo certo... a dor no braço passou, as manchas e coceiras passaram também. Depois fui pra casa do meu mano Frango comer um bacalhau com natas que a Margareth preparou. Compensou o dia!