sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

CHILE: Santiago de Chile

 

Chegamos dia 27/dez às 01h. da madruga! Numa temperatura agradável de 23º. Santiago é muito bonita; toda arborizada e florida. A cidade é muito limpa, o que mata é que o ar é muito poluído (já que quase não venta ou chove aqui). Mas dizer que Santiago é cidade de primeiro mundo já é um exagero.

 

DSC_0001 DSC_0020

 

Existem muitos cachorros nas ruas, mas são bonitos e de raça! Engraçado isso… quase não vi vira-lata. Pelo que me lembro, só vi um mendigo. Achei tudo aqui muito barato: deve ser consequência de Luanda (que é a cidade mais cara do mundo).

 

Para quem for visitar Santiago; não pode deixar de conhecer:

 

Restaurante Giratório: um puta restaurante maneiro que fica na cobertura de um prédio no centro da cidade. Um lugar fino, mas não muito caro; gastei $ 21.000 pesos chilenos, o que dá uns 45 dolares. Mas é bom reservar bem antes, porque o lugar é bastante concorrido.

 

DSC_0251 DSC_0252

 

Restaurante Como água para chocolate: fica no bairro Bella Vista e é um dos lugares excêntricos do local. Também é bom reservar com antecedência.

 

DSC_0160 DSC_0133

 

Cerro San Cristóbal: um dos muitos cerros (montanhas) do Chile. Onde fica o santuário da Imaculada Conceição, com uma impressionante estátua. Mas é para que gosta de subir escadas, apesar do funicular.

 

Rafting: claro que qualquer viagem precisa de um pouco de aventura. Para quem gosta, o Rio Maipo que fica na cidade San Jose de Maipo oferece um rafting de nível de dificuldade 2-3 (numa escala de 1 a 6). Ótimo para a primeira vez. A Cascada de las Animas oferece também canopy, outros esportes, cabanas para passar o final de semana… um lugar bem legal.

 

O único ruim é que você tem que vestir uma roupa escrota, usada, molhada e fedida. Tem uma hora que o instrutor te deixa pular do bote e ficar segurando uma das alças. Mas o FDP não avisa que a água é gelada pra caraio!

 

DSC_0067 DSC08505

 

Na hora de ir embora encontramos uma Alpaca. Broder, levei um susto! A porra do bicho parece ser de pelúcia!

 

DSC_0110 DSC_0107

 

Bar The Clinic: um bar muito irado que fica na rua Monjitas. Que por sinal fica perto do albergue Andes Hostel (muito fraquinho apesar de bem localizado!).

 

DSC_0008DSC_0022 

 

Não esqueça de pedir seu Pisco Sour!! A bebida mais famosa do Chile! Nada mais que um drinque preparado à base de pisco (aguardente feita de uva) e suco de limão.

 

City Tour: apesar de ser um pouco chato é interessante para conhecer um pouco sobre a história da cidade que se visita. Muitas pessoas não recomendam a empresa Turist Tour, mas por um descuido acabamos fechando com ela. Eu gostei, a guia Alessandra é bem simpática. E eles deram de surpresa uma apresentação da dança Cueca.

 

DSC_0143 DSC_0162

 

Depois da apresentação, o casal convidou todo o grupo para dançar com eles. O único que se habilitou foi o Frango. Pagação de mico certa! Depois posto o vídeo.

 

Salsoteca Maestro Vida: uma casa de salsa que fica no bairro Bella Vista. Dizem que é frequentada por jovens. Não sei se estava cheia de “meia idade” porque era dia de semana. Mas não curti muito. Eu dancei uma música com a Sandra e quase morri. O Frango foi o único que dançou com uma chilena, oh coragem!

 

DSC_0264 DSC_0269

 

Patio Bella Vista: uma cobal do Humaitá melhorada. Vários bares e lojas. Show!

 

DSC_0126 DSC_0131

 

Mercado Central: um local com várias peixarias, barracas de artesanato e restaurantes. Bem legal!

 

DSC_0220 DSC_0180 

 

Não esqueça de pedir um Jardim de Mariscos no Donde Augusto, que é o restaurante que domina o local.

 

DSC_0186 DSC_0200

 

Bem galera… agora estou em Viña del Mar e já visitei Valparaiso. Colarei todas as fotos no meu álbum do Picasa. Até o próximo post!

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Viajando com o pé esquerdo!

 

Dia 26 de dezembro. Embarque previsto para às 15h no terminal 2 do Galeão. Destino São Paulo (conexão para o CHILE). A primeira coisa que fiz ao pisar no T2 foi embalar a mala no ProtecBag. Tinha uma família na minha frente que embalaria umas 5 malas. O pai da família tinha uns 45 anos, usava um chapéu de turista e me pareceu simpático.

 

Ao reparar que o jovem empregado da ProtecBag estava embalando as malas da família que nem a fuça dele, me estressei. Fiquei indignado pela queda do serviço e chamei o rapaz. Comecei a reclamar e o rapaz não gostou muito. O pai da família chegou perto de mim com um sorriso no rosto e com ares de insatisfeito também e falou “você tem toda razão”. Embalei a mala muito contrariado, afinal, a ProtecBag é a única empresa que faz isso no Galeão. Abaixo o monopólio!

 

Relaxei e fui almoçar. Se tem uma coisa que relaxa e me deixa feliz é COMER. Fui para a praça de alimentação na empolgação de comer no Spoleto. Para meu azar a fila estava quilométrica, então, resolvi comer no Pastatore, que fica ao lado.

 

Na fila mesmo veio uma atendente e anotou meu pedido (batata recheada de strogonof) e me pediu que sentasse. Fiquei intrigado com o atendimento e perguntei.

EU - E não preciso pagar?

ELA – Você vai pagar depois.

EU – E como você vai me entregar o pedido se não sabe onde estou sentado?

Na mesma hora ela parou de atender o próximo da fila.

ELA – Eu vou olhar onde o senhor vai sentar.

EU – Ah tá.

 

E fui sentar boladaço com o atendimento. Passou uns 20 minutos e nada. Fui no balcão perguntar onde estava a minha batata. Um atendente me respondeu que não tinham mais batata recheada. Em seguida a moça que me atendeu chegou. Questionei à VACA e ela teve a coragem de me dizer que minha comanda não estava lá e que eu não fiz o pedido. Pra quê?

 

Senti o sangue nos olhos. Esculachei o atendimento do Pastatore em um tom de voz alto e raivoso. A praça de alimentação do T2 inteira me olhando. A atendente nem me olhava mais. Apontei o dedo para ela e falei:

EU- E olha para mim quando eu falo contigo.

ELA (em tom de raiva também) – Não sou obrigada a olhar para você.

EU – É sim! Foi você que me atendeu.

 

O pai da família que também teve seu pedido perdido estava do meu lado. Chegou perto de mim e falou “Você tem toda razão, novamente!”. Não aguentei a observação do cara e soltei uma risada de canto de boca. Sai puto.

 

Geral me olhando. Escutei um comentário de um casal que também foi mal atendido pelo Pastatore: “ele tem razão, eles atendem muito mal”. Fui para a fila do McDonalds. Gigante. Resolvi comer o único salgado no Rei do Matte. Pedi um mate com guaraná. Ao pegar o copo, o deixei cair no chão e molhei parte da minha camisa (BRANCA!). CARALHO! Definitivamente não era o meu dia.

 

Em seguida veio um casal falar comentar comigo que o Pastatore também tinha perdido a comanda deles. Senti que estava ficando famoso no T2. hahahaha

 

Finalmente consegui embarcar. O comissão da TAM, com ares de homossexual convicto, me perguntou o que queria beber. Eu e o Frango pedimos suco de laranja. Quando ele acabou de encher meu copo pedi que com toda a educação do mundo que colocasse gelo. O Filho de uma égua ao invés de dizer ok mandou um CALMA com a cara de bunda que Deus deu para ele. O Frango mandou uma risadinha escrota e comentou “hoje não é o seu dia”.

 

No voo de São Paulo x Santiago de Chile, que também foi de TAM, a comissária também mandou um CALMA com a mesma cara de bunda do comissário bicha do primeiro voo. E eu só perguntei se tinha freeshop dentro da nave. Eu estava calmo, mas a piranha conseguiu me tirar do sério.

 

Fiquei tão puto com toda essa situação que estou sem saco para escrever sobre o primeiro dia. Depois falo…

 

DSC_0001

 

… até a próxima!

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Voando de ultraleve…

 

Minha mãe acha que estou tentando me matar de qualquer jeito, até o final do ano eu morro. Desde que cheguei no Rio meus pais estão me comendo no esporro porque resolvi voar de asa delta e ultraleve. E infelizmente duas pessoas morreram em um acidente de ultraleve na zona oeste do Rio no sábado (18/dez), alguém lembra?

 

Pois é, foi o suficiente para minha mãe quase ter outro enfarte e eu começar e me cagar nas calças. Cheguei a ligar para o instrutor. Ele deu altas explicações sobre o voo e o porquê dos caras terem caído. Me convenceu!

 

DSC_0295 DSC_0303

DSC_0307 DSC_0313

 

Mas confesso que estava com um pequeno cagaço! Quando chegamos lá… o cara ainda estava fazendo manutenção na nave. Ele disse que era preventiva, mas você acreditou? Nem eu! Mesmo com o cú na mão medo aumentando não desisti.

 

DSC_0331 DSC_0332

DSC00008 DSC00046

DSC00038 DSC00042

 

Esse é um passeio que todo carioca tem obrigação de fazer! (frase by Frango). E nem é tão caro. O passeio custa R$ 320. Nós pegamos uma promoção do Clube Urbano e saiu por R$ 160. Melhor ainda!

 

(em breve um vídeo aqui)

 

A decolagem é tranquila… o voo instável, mas nenhuma turbulência… o pouso é aquela tensão, mas traquilaço também. Coloquei todas as fotos AQUI.

 

DSC00050 DSC_0388

 

É isso ae…

Voando de asa delta…


Nesse período de descanso, além da viagem ao Chile, resolvi fazer alguma parada radical. Como sempre o Rio de Janeiro continua lindo. Quer cidade mais perfeita para ser observada de cima?

Na Angola mesmo eu e meu broder Frango fechamos dois passeios: asa delta e ultraleve. Nem preciso dizer que meus pais quase infartaram quando souberam, né?

Na segunda, dia 20/dez, fui para a pedra da gávea voar de asa delta. Não fiquei nervoso, apenas um pequeno frio na barriga na hora de pousar. Eu fui primeiro. O tempo estava começando a fechar, então, meu instrutor se apressou antes de fecharem a pista de voo. Nem tive muita explicação ou treino. Ainda bem que o cara é foda nessa parada.

DSC_0238 DSC_0268
DSC_0245 DSC_0248
IMG_0555 IMG_0563

Como foi a primeira vez, minha mão não desgrudou do ombro do cara. O seguro morreu de velho, né? O Chico (instrutor) fez algumas manobras um pouco mais radicais. O que fez toda a diferença no passeio. O meu medo mesmo era na hora de pousar, imaginei que fosse quebrar as pernas por não conseguir acompanhar a corrida de pouso. Mas foi super tranquilo, o Chico parou a asa delta em menos de 5 segundos. SHOW!

O passeio foi um pouco salgado, 300 reais. Mas com fotos e filmagem. Saca como o vídeo ficou maneiro.


Coloquei as fotos AQUI. Próximo post… passeio de ultraleve!

domingo, 5 de dezembro de 2010

Final de ano Newtec

É galera... parece que foi ontem que recebi uma ligação com a proposta de trabalhar em Angola. Sábado (4/dez) foi a festa de final de ano da empresa na piscina do condomínio Vale dos Pássaros (Talatona, Luanda, Angola). E como toda festa de brasileiro... não poderia rolar nada diferente de um churrasco! Galera toda reunida... cerveja... pagode... e até rolou um show de rock. 

Mas o auge da festa foi a performance do time de motoristas da empresa dançando o windeck. Eeeexcelente! Acho que precisaria quebrar metade dos ossos do corpo para conseguir fazer metade do que eles conseguem. Obs: o Cabo Snoop, que é quem canta o windeck, parece com a Lacraia... mas tá valendo!

Fiz um vídeo do evento...




E que venha 2011...

sábado, 27 de novembro de 2010

Pitbull é pra viado!


Pitbull é pra paninas (= viado)! Macho que é macho tem HIENA!

B01

“What the fuck is that?”

B02

B03

B04

Olha aí um babuíno... os caras são loucos...

B05

B06

B07

E o bicho é feio broder…

B08

B09

B10

B11

B12

Aí sim hein…